Data: 28/12/2005 - 18:24:32

Táxi no serviço público reduzirá despesas, diz Bernardi

Projeto de lei de autoria do vereador Jorge Bernardi,  líder do PDT de Curitiba, pretende fixar mínimo de 20% das contribuições de veículos pelo município para permissionários do serviço de táxis. A iniciativa de Bernardi se refere à  administração direta e indireta de Curitiba. E a contratação deve ocorrer através de editais de licitações. Conforme a proposta, poderão participar das licitações cooperativas de táxi, associações de condutores ou sindicato com sede na capital e cujos permissionários sejam autorizados a explorar este serviço e cadastrados no órgão competente do município.
Reduzir despesas
A idéia é atenuar os gastos da administração pública com locação de veículos, em atendimento, inclusive, aos preceitos constitucionais referentes à administração pública quanto aos princípio básicos, especialmente o da eficiência, onde a administração deva procurar as formas mais eficazes para satisfazer o interesse público em questão.
A idéia principal é a de que a prefeitura, ao abrir um processo licitatório visando locar veículos para acrescentar à sua frota, destine no mínimo 20% da quantidade licitada para que sejam destinadas aos permissionários de serviço de táxi.
“Entendemos que, ao utilizar um veículo de uma locadora, a prefeitura gasta muito mais, pois, além das diárias pagas, também deve pagar um motorista para dirigir o veículo, assim como no combustível. Ao contrário, utilizando-se de um táxi, irá contabilizar apenas as corridas, podendo, a seu critério, ainda estabelecer uma quantia de combustível por quilômetro rodado. Com isso, entendemos que haveria uma significativa economia por parte da administração municipal”, argumenta o vereador.
Como exemplo, Bernardi cita a prefeitura de Foz do Iguaçu, onde toda a frota terceirizada é determinada através de processo licitatório para permissionários do serviço de transporte de táxi entre as cooperativas. Segundo a Secretaria de Finanças daquele município, a economia chegou a ser de 50% em relação à locação de veículos.



 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
  • Anexos:

Voltar