Data: 02/03/2020 - 16:31:50

Notas da sessão plenária
de 2 de março – 2ª edição

Reclamação da Regional I*
O vereador Edson do Parolin (PSDB) usou a tribuna para reclamar da falta de atendimento da administração da Regional do Boqueirão. “Fiz três agendas com o Ricardo Dias e o que me entristece é que toda vez que eu ia confirmar a agenda, ele desmarcava”, reclamou. O vereador pediu respeito: “Eu queria que ele respeitasse não o Edson do Parolin mas os votos que eu tive no Boqueirão. Eu trago a voz do povo que votou em mim. Se o povo pede esgoto, eu venho aqui pedir esgoto”. Ele ainda lembrou de um drama vivido na região. “Fica meio chato você pegar uma família que está com a casa caindo e falar hoje não dá. Amanhã 9h, também não dá. Aí quando vem a chuva, a reportagem arrebenta, aí vai todo mundo lá”, disse.

Reclamação da Regional II
Os vereadores Geovane Fernandes (PTB), Cristiano Santos (PV) e Alex Rato (PSD) parabenizaram a atitude e se solidarizaram com Edson do Parolin. “Eu venho batendo nessa tecla e não é de hoje”, disse Fernandes. Alex Rato se dispôs a ajudar os vereadores sempre que se tratar de assuntos relacionados a administrações regionais. “Fui bem atendido por ele nas últimas demandas que levei, mas acho que o respeito tem que ser com todos, porque cada um aqui tem sua parcela [de demandas]”, argumentou Cristiano Santos. 

Anúncio surpresa
Professor Euler (PSD) subiu à tribuna para anunciar que protocolará nesta terça-feira (3) um projeto de lei que, segundo ele, tem uma “ideia boa, apropriada e inusitada”. Sem revelar o conteúdo, o vereador adiantou que a proposta poderá servir para outras câmaras municipais, assembleias legislativas e também a Câmara Federal e o Senado. “Quero deixar o registro aqui que amanhã estarei protocolando um projeto bastante inusitado. Tenho feito um certo suspense para apresentação dele. Mas fica o convite para que todos acompanhem durante a sessão”, disse.

Governo federal
Professora Josete (PT) subiu à tribuna utilizando o horário do grande expediente da sessão plenária para criticar o que classificou como “desmonte do estado e da retirada de direito dos trabalhadores”. Segundo ela, no discurso do governo federal, “as únicas despesas dizem respeito às políticas públicas, no entanto os gastos com juros da dívida se mantém em altos patamares. Mais de 40% do PIB brasileiro é destinado a pagamento de juros altíssimos”, comparou.

Convites
Professora Josete ainda comunicou dois eventos marcados para o mês de março. O primeiro, organizado por diversos movimentos de mulheres, será no domingo, 8, Dia Internacional da Mulher. A concentração começa às 8h, na rua Santa Zita, 281, no Parolin, “onde as mulheres estarão defendendo seus direitos e pedindo paz para que tenhamos um país mais justo, solidário e sem violência”. Segundo ela, “é o jovem da periferia, é o jovem negro que mais sofre com a violência”. O segundo evento será no dia 18 de maço, em nível nacional, “em defesa da educação pública e do Fundeb que garanta o financiamento que leve a condições dignas de trabalho profissionais de educação”.

Taxa de sepultamento?
“Existe cobrança de taxa, ou qualquer outro tipo de cobrança, para sepultamento nos cemitérios públicos?”. A pergunta está em requerimento de pedido de informações oficiais (062.00100.2020) apresentado pelo vereador Dr. Wolmir Aguiar (PSC) e lido em plenário hoje.

Linha Rio Bonito-Pinheirinho
Mestre Pop (PSC) questiona a Urbs sobre a retirada do último horário da linha Rio Bonito-Pinheirinho, que saía do Terminal Pinheirinho às 00h40. Na justificativa do requerimento (062.00101.2020), ele explica que a medida causou grande transtorno para a população que retorna do trabalho para casa neste horário.

*Notícia elaborada pela estudante de Jornalismo Isabela Miranda, especial para a CMC.
Revisão e supervisão do estágio: Filipi Oliveira.



Texto:   Filipi Oliveira e Pedritta Marihá Garcia
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.



Voltar